Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

A Gestão dos Recursos Humanos (GRH) sofreu nas últimas décadas a sua maior transformação, devido às forças das envolventes internas e externas.

Com a globalização da economia, a crescente complexidade dos mercados e das relações entre os diferentes stakeholders, questões como flexibilidade, adaptabilidade, criatividade, autonomia e capacidade de trabalho numa lógica de interdependência, surgem como essenciais para responder às exigências de sobrevivência dos mercados.

Para acompanhar esta transformação a GRH deixou de atuar nas áreas exclusivamente funcionais, tais como o recrutamento, a formação ou a remuneração, para se tornar num parceiro essencial na definição e acompanhamento das estratégias e objetivos organizacionais.
 
A GRH tem assim impacto em dois sentidos: por um lado, molda as competências, os comportamentos e as atitudes, que por sua vez vão influenciar a performance organizacional; por outro lado, tem um impacto direto na performance criando eficiência estrutural e operacional (Ostroff & Bowen, 2000), ao ajudar as organizações a definir e implementar uma estratégia consistente com os seus objetivos (Gomes et al., 2008).

Ostroff & Bowen (2000) defendem ainda a existência de múltiplos e dependentes níveis dentro de uma organização, sendo necessário compreender a relação entre o nível micro e o nível macro, de integrar as múltiplas perspectivas, para se conseguir obter uma maior produtividade.

Bowen & Ostroff (2004) centrando-se na relação entre a GRH e a performance propõem o conceito de Força da Gestão de Recursos Humanos (FGRH), onde colocam em destaque o processo de comunicação da GRH, ou seja, defendem a importância de as mensagens enviadas aos colaboradores serem consistentes e congruentes acerca do conteúdo da GRH.

A perceção destas práticas de GRH são, no entanto, mediadas pela força da situação, onde, em situações fortes, as pessoas constroem e partilham as interpretações dos acontecimentos específicos, apresentam comportamentos consistentes e uniformes e adotam uma orientação semelhante para os objetivos. Ler mais